História

undefined

A Indústria de Moldes para matérias plásticas teve o seu início em 1943, na Marinha Grande, numa pequena empresa de moldes para vidro, por iniciativa de Aníbal H. Abrantes mas sem a concordância do sócio e irmão Aires Roque, que por isso vendeu a sua posição na empresa, continuando a sua atividade na indústria vidreira. Dois anos mais tarde, Abrantes produziu o primeiro molde de injeção para plástico.

Neste seguimento, começaram a estabelecer-se outras empresas produtoras de moldes para plásticos, nas cidades da Marinha Grande e Oliveira de Azeméis, outro centro tradicional da indústria de vidro. A indústria desenvolveu-se com a importação de tecnologia estrangeira e, em 1955, iniciou-se a exportação com a venda dos primeiros moldes à Grã-Bretanha. Em 1980, a indústria já exportava para mais de 50 países e só na área da Marinha Grande existiam 54 empresas em laboração, empregando cerca de 2000 pessoas.

O futuro desta indústria está assegurado através do seu desenvolvimento tecnológico, do correto planeamento da produção e controle de qualidade, da modernização constante dos equipamentos em utilização e do investimento na formação profissional.

A transmissão recíproca de dados relacionados com o projeto e a produção de moldes, fruto dos excelentes suportes informáticos em curso na indústria portuguesa, tem vindo a fortalecer a relação cliente/fornecedor.

undefined

As empresas portuguesas de moldes têm vindo a desenvolver alguma especialização em áreas específicas. Algumas trabalham somente com cavidades ou bases de moldes, polimentos, moldes de grande porte e outras em moldes de maior precisão.

Ao longo dos anos a indústria portuguesa tem vindo a apostar na qualificação e especialização de técnicos profissionais. Institutos especializados concentraram-se na Marinha Grande e em Oliveira de Azeméis, evidenciando o desejo das empresas portuguesas de moldes reunirem os seus esforços num objetivo comum. Exemplo destes esforços é a promoção de imagem do setor a nível externo, desenvolvida através da CEFAMOL - Associação Nacional da Indústria de Moldes

O progresso e a vanguarda desta indústria deve-se, para além da sólida experiência e Know-how, ao cumprimento dos prazos de entrega, ao rigoroso controlo de qualidade, à elevada experiência, à competitividade, ao investimento em alta tecnologia, fatores que asseguram a continuidade do fornecimento de moldes portugueses aos mercados mais exigentes no mundo.

Para conhecer mais sobre a História do Sector, visite a Exposição "Esculpir o Aço", de terça-feira a sábado entre as 09h00-13h00 e as 14h00-18h00.
Entrada gratuita.
Marcação para visitas de grupo: Tlf: 244 575 150 / E-mail: cefamol@cefamol.pt


Exposição "Esculpir o Aço"

Edificio da Resinagem - Centro Histórico da Marinha Grande
Rua Bernardino José Gomes 8
2430-262 Marinha Grande


Downloads

Titulo

"Esculpir o Aço" português

PDF - 1.41 MB

Descarregar
Titulo

"Esculpir o Aço" español

PDF -

Descarregar